CARREGANDO A PAGINA
Acesse nossa galeria de fotos:

quarta-feira, 30 de abril de 2014

MT e ANTT retomam discussão sobre o transporte ferroviário de passageiros

Os estudos para desenvolver o transporte ferroviário de passageiros elaborados ao longo do último ano por técnicos do Ministério dos Transportes e da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) foram o tema desta terça-feira (29/04) de seminário realizado no auditório da ANTT, em Brasília. A segunda edição do seminário “Trens Regionais de Passageiros – uma necessidade que se impõe”  teve como objetivo entregar o relatório final do grupo de trabalho criado para propor sugestões a fim de incrementar a participação da modalidade na malha de transportes do país.   Segundo o coordenador do grupo José Queiroz de Oliveira, da ANTT, o documento será encaminhado ao Ministério dos Transportes para subsidiar a formulação de políticas nessa área.
Entre os pontos do relatório, estão a análise da possibilidade de reutilização de trechos da malha ferroviária brasileira para o transporte de passageiros; a reestruturação do setor para atuar com mais sinergia; sugestão de normas; a questão da comunicação e sinalização ferroviária para passageiros e a  opinião da indústria ferroviária nacional na formação da política pública de transporte ferroviário de passageiros.
O documento propõe 16 trechos para implantação de trens de passageiros. Estão localizados nos estados de DF/GO (dois trechos); MG (seis trechos); SP (um trecho); RJ (um trecho); SC (dois trechos); PB (dois trechos); MA (um trecho), além do Trem do Sol, entre Salvador/BA e São Luis/MA.
Segundo o relatório, outros seis ramais de trens de passageiros, com os  Estudos de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA)  concluídos, após contratação  pelo Ministério dos Transportes, poderão tornar-se projetos-piloto para a implantação dos demais trechos estudados pelo grupo de trabalho.   
Abaixo, a lista dos seis ramais:
1)      Caxias do Sul-Bento Gonçalves/RS – com extensão de 62 km;
2)      Londrina-Maringá/PR – com extensão de 150 km;
3)      Pelotas-Rio Grande/RS – com extensão de 100 km;
4)      Conceição da Feira-Salvador-Alagoinhas/BA – com extensão de 224 km:
5)      Codó/MA-Teresina/PI-Altos/PI – com extensão de 244 km; e
6)      São Luís-Itapecuru/MA – com 115 km.

Serviços - Atualmente o País conta com três serviços de trens de passageiros: Belo Horizonte/MG-Vitória/ES e Parauapebas/PG-São Luís/MA, operados pela Vale e Curitiba-Paranaguá/PR, operado pela empresa Serra Verde Express. Por ano são transportados mais de 1,3 milhão de pessoas.
Criado pela Agência em março de 2013, o Grupo de Trabalho Trens de Passageiros (GTTP) foi composto por seis subgrupos temáticos e pela assessoria de um Conselho Consultivo, contemplado com a participação de diferentes entidades e segmentos da sociedade que têm interesse no tema.
Também estiveram presentes no seminário a deputada federal Rose de Freitas (PMDB/ES), o diretor de Infraestrutura Ferroviária do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Mário Dirani, o diretor da Empresa de Planejamento e Logística (EPL), Helio Mauro França, além de autoridades políticas e especialistas do setor.
O tema começou a ser discutido amplamente na primeira edição do seminário, em novembro de 2012, em que participaram representantes todas as esferas de governo, da iniciativa privada, e das entidades  de classes. (CM)

Nenhum comentário:

Movimento Trem de Ferro/ Ver de Trem - copyright 2011-2014 - Desenvolvido por Franco Coelho. Tecnologia do Blogger - melhor visualizado no navegador Internet Explorer