CARREGANDO A PAGINA
Acesse nossa galeria de fotos:

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Transporte sobre trilhos é o futuro da mobilidade urbana, informa Ministério das Cidades

Foto: CPTM

Não é novidade que as grandes cidades sofrem diariamente com grandes congestionamentos causados por veículos individuais, que normalmente realizam o percurso de casa para o trabalho e vice-versa.
De acordo com o ministro interino do Ministério das Cidades, Alexandre Macêdo, durante a abertura na terça-feira (4) do V Brasil nos Trilhos, o tráfego de veículos consome 45 dias por ano na vida do brasileiro nas grandes cidades, que poderia estar sendo aproveitado em outras atividades caso a população optasse pelo transporte coletivo, principalmente o sobre trilhos.
“Não resta dúvida. O trem e a bicicleta são as melhores opções para uma mobilidade ágil e sustentável. Os trens são ideais para grandes distâncias e a bicicletas serviriam como uma ponte entre as estações e o destino final.”
Macêdo assume que a solução ainda está distante de se tornar realidade no Brasil, já que o país ainda não oferece um transporte coletivo de qualidade, que ainda é em sua maioria rodoviário.
O ministro interino ainda reconhece que o grande desafio é realizar uma mudança cultural, já que a sociedade brasileira tem como parâmetro de status possuir e utilizar veículos individuais motorizados, principalmente carros, para realizar percursos.
Com o investimento da 2ª fase do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) de cerca de 22 bilhões em transporte, sendo que 64% do valor será destinado para transporte sobre trilhos, tanto de passageiros quanto de carga, estima-se que 53 milhões de brasileiros serão beneficiados.
Além dos metrôs, algumas cidades brasileiras, como Brasília, aguardam a implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) para melhorar o transporte coletivo e desafogar o trânsito. A expectativa é que com os altos investimentos no setor ferroviário, em breve, haja o transporte de passageiros interestadual, com a construção do trem bala, por exemplo.
O ministro estadual dos transportes, Paulo Sérgio Passos, afirmou durante o evento que os investimentos feitos nas ferrovias federais, que resultará em 10 mil km de estrada de ferro moderna, também beneficiará o transporte de passageiros.
“Assim que tivermos construídos esses 10 mil Km teremos condições de transportar passageiros, pois com ferrovias modernas poderemos otimizar o tempo e realizar grandes percursos em menos tempo”, conclui.
 
 
Agência T1, 04/09/12  Por Danielle Sousa
Edição: Bruna Yunes

Nenhum comentário:

Movimento Trem de Ferro/ Ver de Trem - copyright 2011-2014 - Desenvolvido por Franco Coelho. Tecnologia do Blogger - melhor visualizado no navegador Internet Explorer